Centro de Artes e de Ciências do Mar

O Centro de Artes e de Ciências do Mar está localizado na antiga Fábrica da Baleia (SIBIL – Sociedade da Indústria Baleeira Insular, Lda), nas Lajes do Pico.

A caça à baleia foi introduzida no arquipélago dos Açores por influência anglo-americana e impulsionou a economia da região. A Fábrica da Baleia era o local onde se dava a transformação dos cetáceos em produtos exportados para o mercado nacional e internacional, como farinhas, óleos e âmbar. Encerrou a sua atividade no início dos anos oitenta sendo posteriormente adquirida pela Câmara Municipal das Lajes do Pico.

No Centro de Artes e de Ciências do Mar pode ver-se o seu espólio industrial e uma exposição multimédia sobre a biologia e ecologia dos grandes cetáceos intitulada “Gigantes do Mar”.

Apesar da caça à baleia ter terminado em 1984 nos Açores, as batalhas entre o Homem e os gigantes do mar esculpiram a identidade de um povo que se orgulha do seu passado. É este o mesmo povo que, ainda hoje, continua com a perseguição a estes animais marinhos. Se no passado arpões e lanças eram utilizados para alcançar os cetáceos, hoje as câmaras fotográficas são os únicos objetos que disparam sobre estes misteriosos animais.