Gaivota-de-patas-amarelas

Larus michahellis J.F. Naumann, 1840

A gaivota é uma ave marinha grande que em adulta é branca com exceção do dorso e das asas que apresentam uma coloração cinzenta-clara e as pontas das asas apresentam manchas negras. O dorso e asas são prateados com pontas negras e as patas amarelas.

O bico é amarelo com uma pequena mancha vermelha na ponta da mandíbula inferior estendendo-se à mandíbula superior.

As patas são amarelas. Durante o Inverno, os adultos adquirem plumagem acastanhada na cabeça. A coloração da espécie difere nos primeiros três anos. A gaivota pode atingir 1200g e a envergadura de asas varia entre 138 a 155 cm.

Esta é uma ave residente nos Açores. Os ninhos são construídos em abril. As posturas de dois a três ovos ocorrem de meados de abril a meados de maio. A eclosão dos ovos inicia-se a partir de maio e deixam os ninhos a partir de finais de junho.

A gaivota é uma espécie oportunista e sinantrópica, ou seja, retira partido das condições criadas pela atividade humana. Para além de estarem associadas aos detritos humanos, as gaivotas incluem na sua dieta: pombo-da-rocha, canários e outros pássaros de pequeno porte, incluindo crias de cagarro.

Também podem caçar pequenos peixes e alguns crustáceos.

  • Reino:
    Animalia
  • Filo:
    Chordata
  • Classe:
    Aves
  • Ordem:
    Charadriiformes
  • Família:
    Laridae
  • Género:
    Larus